Toda vez que ia faltar
Comida na mesa para os filhos
Primeiro, ela chorava
Como quem pressentia perigo
Depois
Caminhava até o depósito
De material de construção
(Descarregava um caminhão de tijolos
E trazia uns trocados para casa)
Eu a olhava voltando
Para nunca mais esquecer:
Homem que é homem
É mulher.



Adriane Garcia

Comentários

Postagens mais visitadas